Jornalistas da região debatem os desafios com as mídias sociais

Mesa composta por George Aravanis (esq.), Carolina Rodrigues, Erich Vicente e Venceslau Borlina Filho
Mesa composta por George Aravanis (esq.), Carolina Rodrigues, Erich Vicente e Venceslau Borlina Filho

Mariana Ciscato

A mesa redonda “Jornalismo Regional, novas tecnologias e mídias sociais” marcou o segundo dia do 7º Simpósio de Jornalismo da Unimep, com a presença dos profissionais Venceslau Borlina Filho (Folha de S. Paulo/Campinas), George Aravanis (TodoDia), Carolina Rodrigues (CBN Campinas) e mediação de Erich Vicente (A Tribuna Piracicabana). Os expositores contaram suas experiências e como encaram os desafios que surgem com as novas tecnologias.
Abrindo o debate, a apresentadora da CBN relatou como foi o processo de ascensão da internet em sua carreira. Segundo ela, a interatividade entre a rádio e os ouvintes aumentou muito com a chegada das redes sociais. Entretanto, veículos como o rádio buscam sempre reformular seu modo de passar e receber a informação. “O Whatsapp hoje é a principal forma de obter informações que a gente tem na CBN, porque o ouvinte de onde ele está nos informa do acidente que aconteceu, do problema do bairro dele… Ele tira foto, manda vídeo, grava áudio” citou Carolina.
Além do aplicativo, a rádio CBN conta com o Facebook, Twitter, o próprio site. E tem um novo recurso, o News Truck, um estúdio móvel instalado em um caminhão adaptado. “Está ficando cada vez mais desafiador, porque você tem interatividade o tempo inteiro, no celular, no computador, nas nossas páginas pessoais e agora ao vivo pra pessoa” completou.
Já para Aravanis, editor executivo do jornal Todo Dia, “a crise [dos jornais] é uma oportunidade de experimentação” e há mais espaço para criar matérias menos tradicionais. Para ele o jornal impresso está tentando sobreviver nessa nova sociedade, conectando-se com as mídias sociais.
No Facebook, ele enxerga os leitores como um público a ser conquistado. “São pessoas que não tem o hábito de ler jornal”, mas que já tem o acesso à informação. “Eles serão pessoas que vão pagar pela informação? Vão, se sentirem que aquilo vale a pena. Esse é o nosso desafio hoje”, ponderou.
Borlina, que hoje é correspondente da Folha de S. Paulo em Campinas, compartilhou sua experiência em vários veículos, relatou histórias que viveu, e matérias que realizou. E mostrou sua opinião sobre a expansão da tecnologia: “Fonte é olho no olho”. Para ele muita gente pega informação da internet, mas isso ainda não é o melhor método, é preciso buscar mais a fundo.
Na presença dos alunos de todos os semestres do curso de Jornalismo, ele deixou uma dica: “Comecem a trabalhar logo no início, como estagiários: ganhando pouco e ralando muito, isso é fundamental para que, quando vocês se formarem consigam entrar no mercado de trabalho”.
As atividades do Simpósio seguem na quinta-feira, 23, com a conferência “Os desafios do jornalismo contemporâneo”, ministrada por Florestan Fernandes Junior (TV Brasil).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Palestra do dia 21 é transferida

A palestra com o jornalista José Brito Cunha, da TV Futura, não acontecerá mais nesta quarta-feira, 21. O cancelamento ocorreu em virtude da realização, na mesma data, de uma assembléia dos professores da Unimep, convocada pela Adunimep (Associação dos Docentes da Unimep). O jornalista da Futura manterá sua vinda à universidade, no período da tarde, para uma visita e oficina com os profissionais da TV Unimep. A palestra será marcada para nova data, no início do próximo semestre. Todas as demais atividades do Simpósio irão ocorrer normalmente.

Show marca o aniversário de 35 anos do curso de Jornalismo

A programação do 7º Simpósio do Curso de Jornalismo se estende até sexta-feira, 23, quando ocorrem o Show 35 Anos de Jornalismo e 40 Anos de Unimep, no teatro da Universidade, a partir das 19h30, e a Festa dos 35 anos do curso, no bar Estação Cultural, às 23 horas.

O show terá como atrações grupos musicais formados por alunos e ex-alunos da universidade e espetáculos ligados à tradição e cultura de Piracicaba. Incluem a lista de atrações: Alexandre Bragion, Elis Justi e Christian Roman; Cena Caipiras (José Antonio Chapéu e Carlos Jerônimo); bandas Esboço, Mazzaropi Contra o Crime e Royales (que prestará uma homenagem ao jornalista Ronaldo Corte Real); a bateria da Torcida Uniformizada Esquadrão, do XV de Piracicaba; e o grupo de maracatu Baque Caipira.

O ingresso para o show será um litro de leite (doação ao Lar Betel de Piracicaba), que pode ser entregue no dia do evento. Os participantes que fizerem a inscrição no Simpósio de Jornalismo receberão dois ingressos para cada litro de leite doado.

A festa no Estação Cultura terá a presença das bandas Esboço e Republicados.  Os ingressos antecipados custam R$ 10,00 (primeiro lote) e R$ 15,00 (segundo lote). O Estação fica na rua Benjamin Constante, 1880, no centro de Piracicaba. Ingressos à venda com os alunos do Curso de Jornalismo da Unimep.

Simpósio na Unimep debate os desafios do Jornalismo

Desafios do Jornalismo Contemporâneo. Este é o tema do 7º Simpósio do Curso de Jornalismo da Unimep, que acontece de 19 a 23 de outubro. O evento tem como proposta estimular a reflexão sobre as causas da crise por que passa a atividade e apontar para alternativas de reinvenção. A atividade, que marca os 35 anos de ensino de Jornalismo na Unimep, é aberta ao público.

A abertura do Simpósio acontece no dia 19, com o painel “Para reinventar o Jornalismo, novos modelos, novas idéias”, que terá como expositores os jornalistas André Maleronka e Felipe Larozza, editores de jornalismo e fotografia do site Vice News Brasil. No dia 20 acontece a mesa-redonda “Jornalismo Regional, novas tecnologias e mídias sociais”, que terá como expositores os jornalistas Venceslau Borlina Filhoo (Correspondente da Folha de S. Paulo/Campinas), George Aravanis (Editor do TodoDia) e Carolina Rodrigues (Repórter da CBN Campinas).

As atividades acadêmicas prosseguem na quarta-feira (21), quando ocorre palestra com o coordenador do Núcleo de Jornalismo do Canal Futura, José Brito Cunha. O palestrante vai apresentar o projeto do Futura e falar sobre o tema “O perfil do jornalista e as práticas desenvolvidas do Futura”. Na quinta-feira (22), o jornalista Florestan Fernandes Júnior, gerente executivo de jornalismo da TV Brasil e âncora do programa Repórter Brasil, faz conferência sobre o tema do evento: Desafios do Jornalismo Contemporâneo.

Todas as atividades acadêmicas acontecem no Campus Taquaral da Unimep (Auditório Verde), com início às 19h30. A participação é gratuita e aberta ao público. Para a obtenção de certificado de participação, os interessados precisam de inscrever no evento, realizar a doação de um litro de leite (será doado ao Lar Betel de Piracicaba) e comparecer a pelo menos três das quatro sessões. As inscrições podem ser feitas em: Inscrição Simpósio de Jornalismo da Unimep.

A programação do Simpósio se estende até sexta-feira, 23, quando ocorrem o Show 35 Anos de Jornalismo e 40 Anos de Unimep, no teatro da Universidade, a partir das 19h30, e a Festa dos 35 anos do curso, no bar Estação Cultural, às 23 horas. Saiba mais.